Aplicativo brasileiro é premiado com o Grand Prix, prêmio inédito no Cannes Lions.

O aplicativo “Detector de Corrupção” recebeu o prêmio Grand Prix na categoria mobile do Cannes Lions. Em meio a tantas polêmicas e corrupção que assolam o país, o Reclame Aqui em conjunto com a agência Grey criou o aplicativo para detectar políticos corruptos.

Lançado em 2016 inicialmente como uma extensão do Google Chrome, o aplicativo ganhou uma versão para smartphone totalmente gratuita onde é possível detectar os políticos corruptos através de um sistema de reconhecimento facial que pinta de roxo a face dos envolvidos e mostra uma lista com todas suas denúncias.

O aplicativo conseguiu mais de quatrocentos mil downloads orgânicos na primeira semana de lançamento. Confira abaixo o vídeo case do primeiro aplicativo premiado com o Grand Prix:

Fonte: AdNews.

Anúncios

Conheça os finalistas brasileiros no Creativity Awards.

O AdAge anunciou os finalistas da segunda edição do Creativity Awards, premiação criada para reconhecer trabalhos excelentes, pessoas excepcionais e empresas criativas no marketing e tecnologia. Os finalistas foram escolhidos por um júri formado pelas maiores estrelas da indústria.

Esse ano, o Brasil contará com dois representantes:

Safe Cap

O “SafeCap”, boné criado pela GTB Brasil em campanha para a Ford Caminhões, é finalista na categoria “Technology Application of the Year”. O boné conta com uma tecnologia especialmente desenvolvida para ajudar os caminhoneiros a detectar quando o sono está chegando e alertá-lo que é hora de dar um tempo no volante e ir dormir. Segundo a Ford, o boné deve começar a ser comercializado em suas concessionárias ainda em 2018.

Fernando Machado

Fernando Machado é finalista na categoria “Brand Marketer of the Year“. Machado é CMO Global do Burger King e será presidente de júri no Festival Internacional de Criatividade de Cannes na edição de 2018.

Acesse o site da AdAge e conheça os outros finalistas (Clique aqui).

Fonte: Clube de Criação.

Nestlé fala com o público que cresceu nesta Páscoa

Quem de nós nunca ficou assustado em perceber que já cresceu e talvez não ganhe mais presentes e ovos de páscoa? Pode ser meio frustrante perceber que você não é mais criancinha e o máximo que pode vir a ganhar é um coelho de pelúcia ou uma barra de chocolate.

A Nestlé juntamente com a David criou o conceito “A vida faz a gente crescer. A Páscoa faz a gente voltar” para falar com esse público que está na transição para a fase adulta.

No filme, a protagonista sente que sua vida está “grande demais” e em casa ela “volta ao normal”.

Confira:

“Alice é uma menina que está lidando com a sua vida de ‘gente grande’. Usamos então a metáfora da menina gigante para explicar esse sentimento real pelo qual todos nós passamos. E o chocolate tem justamente esse poder de parar o mundo e de fazer a gente voltar à nossa essência”, conta Rafael Donato, VP de criação.

Ficha Técnica

Managing Director: Sylvia Panico
VP Nacional de Criação: Rafael Donato
Diretor de Criação: Edgard Gianesi
Diretor de Arte: Pablo Manzotti, Diogo Mendonça
Redator: Luiz Alexandre Musa
RTVC: Fabiano Beraldo, Fernanda Peixoto, Julia Valente
Planejemaneto: Daniela Bombonato, Carolina Silva
Atendimento: Carolina Vieira, Natalia Rakowitsch, Martina Adati
Mídia: Marcia Mendonça, Camila Fiuza
Aprovação do Cliente: Liberato Milo, Leandro Cervi, Rafael Souza, Ingrid Lambrecht, Clara Volpi
Produtora: Rebolucion BR
Diretor: Marcelo Burgos
Produção executiva: Ciro Cesar Silva
Produtores: Alexandre Mancen e Mariana Khuri
Pós-produção: Clan VFX
Produção filme: Demo
Produtora: Volcano Hotmind
Diretor: Giancarlo Barone
Atendimento: Daniel Chasin e Jenifer Dantas
Produtor executivo: Enzo Barone
Direção de fotografia: JR. Junior
Produtora de som: Mugshot
Produção da trilha: Arthur Abrami, Francisco Reginato e Mauricio Herszkowicz
Desenho de som e mixagem: Gustavo Boselli e Thácio Palanca
Produção executiva: Gilvana Viana

Fonte: http://adnews.com.br/publicidade/filme-de-pascoa-da-nestle-conversa-com-quem-ja-cresceu.html

Chegou no Brasil o Facebook Jobs.

Desde fevereiro de 2017, internautas dos Estados Unidos e Canadá que acessam o Facebook tiveram a oportunidade de utilizar e testar uma nova ferramenta que a empresa chama de Jobs. Um ano depois, dia 28 de fevereiro de 2018, o Facebook anunciou que estaria expandido o serviço para cerca de 40 países ao redor do mundo.

“Negócios locais fortalecem comunidades e criam mais de 60% de novos empregos. Nós queremos ajudar as pessoas a encontrar empregos, assim como auxiliar negócios locais a contratar os funcionários certos”, disse Alex Himel, Vice-Presidente de Local do Facebook.

A ferramenta aparenta funcionar de uma forma bem simples: Basta acessar www.facebook.com/jobs, selecionar sua cidade na caixa de pesquisas e buscar sua vaga ideal. O facebook utiliza as informações básicas e públicas do usuário (Como histório de emprego, instituições de ensino etc.) para gerar um mini-currículo que será enviado para o anunciante da vaga e você poderá editar as informações antes do mesmo ser enviado. Quando acabar de se inscrever na vaga, uma conversa no Messenger irá abrir diretamente com a página da empresa que ofertou a vaga e assim você será capaz de saber quando seu currículo foi recebido e até conversar com o seu possível empregador por ali mesmo.

Vale lembrar que, além dos dados que foram enviados no mini-currículo, todos seus dados públicos estarão visíveis para o contratante, então não deixe de verificar o que foi postado lá, para não correr o risco de perder uma grande oportunidade de trabalho por uma publicação indesejável.

Fontes: newsroom.fb e CanalTech

 

 

 

Dolce Gabbanna usa drones em desfile na Semana de Moda de Milão

A tecnologia é, sem dúvidas, uma fonte inesgotável. Nunca se sabe o que vem por aí e sempre é algo surpreendente e que facilita ou prejuduca a vida de algumas pessoas. Um exemplo disso foi na época da Revolução Industrial, que as indústrias substituíram o trabalho manual pelo das máquinas. Mas ainda assim, a função da tecnologia é melhorar a qualidade e otimizar o tempo empregado para tal função.

Hoje as empresas, seja de pequeno, médio ou grande porte, já se adequaram à era tecnológica. E agora, as passarelas também!

A grife Dolce Gabbanna trouxe essa inovação na Semana de Moda de Milão, onde em vez de modelos magérrimas, os drones desfilaram em alguns momentos do desfile.

Confira:

 

A grife deixou todo mundo de queixo caído com sua apresentação com os dispositivos voadores que “desfilaram” carregando a nova coleção de outono-inverno, no último domingo (25/02).

Mas foi apenas uma participação especial, logo depois as modelos como já são de costume, desfilaram com as roupas da nova coleção.

Não foi a primeira vez que a Dolce Gabbanna usou da tecnologia nos seus desfiles. Em 2016 , também na Semana de Moda de Milão, a marca italiana apresentou suas modelos com tablets que filmavam sua visão da passarela.

 

Fonte: https://geekpublicitario.com.br/25536/drones-usados-desfile-dolce-gabbanna/

Aula sobre a comunicação atual com “Envolvimento” de Mc Loma

Todo ano no Brasil é a mesma coisa, em época de verão tem carnaval e no carnaval sempre surge novos hits. E também sempre tem a galera do contra que fala mal da música, mas na primeira oportunidade tá descendo até o chão. Aconteceu com várias, é só buscar na memória. Esse ano não poderia ser diferente, “Envolvimento” foi sucesso e até quem não gostou não pode dizer que não.

A música já está nas plataformas de streaming e o clipe já tem mais de 11 milhões de views no YouTube, por onde olhar (ou ouvir) vai estar tocando Mc Loma e as Gêmeas da Lacração (Paloma, Mirella e Mariely).

Parte dos comentários, como sempre, não são dos melhores: “É o fim do mundo”, “Não posso acreditar que moro num país onde um lixo como esse faz sucesso”, “Do jeito que o Brasil gosta. Quanto mais idiota e vazio melhor?”. Mas outra grande parte, até maioria, apoiou e curtiu bastante a novidade, exemplo são os cantores Wesley Safadão, Solange Almeida e Anitta.

Críticas à parte, essa viralização nos ensina muito sobre comunicação, seja nas mídias sociais ou até mesmo na indústria musical, é um verdadeiro tapa sem mão.

Tanto música quanto clipe foram de improviso e sem pretensão de sucesso. A letra foi composta em dois dias, e o clipe gravado em seguida. Tudo no famoso jeitinho brasileiro, sem nivelação de áudio, com intro baixa, edição rápida demais, parede mal rebocada, uma tinta neon na cara e bora gravar.

Bum! Viralizou. Todo o conjunto agradou a maioria e isso mesmo sem a menor intenção, se tornou uma aula de marketing incrível.

A empatia e identificação impulsionou e aproximou o hit do povo. Para uma geração que faz vídeos no Musical.ly, que faz Stories e curte algo momentâneo como o carnaval é perfeito. A galera hoje curte muita coisa ao mesmo tempo, o que torna tais coisas quase que descartáveis (e isso não é ruim), os bordões que vieram juntos então, casou completamente com o momento.

Fora a crítica social que está claramente ali, sem nem precisar falar diretamente.

A menina negra da periferia que com 15 anos nunca foi ao McDonald’s, a parede de reboco, a falta de grana pra pegar o Uber, o Brasil do jeitinho, do improviso. Tudo ali, indiretamente, mas ali.

Há uma semana, Loma e as gêmeas assinaram contrato com uma gravadora de São Paulo, a KondZilla, e lançaram uma nova versão de “Envolvimento”, filmada para o YouTube. Ficou coisa de bacana.

Mas como tudo tem seus prós e contras, lá vai.

A parte boa é que as meninas vão poder ter seu momento de fama e colher os frutos, já que a música está até no Spotify. A parte ruim é que a versão original do clipe foi gravada no Bairro dos Prazeres (um bairro de Jaboatão dos Guararapes, Pernambuco) e a versão produzida no Guarujá.

Veja a diferença e comente:

 

 

fonte: http://adnews.com.br/adinsights/leonardo-araujo/o-que-o-hit-envolvimento-ensina-para-os-criativos-sobre-comunicacao-de-hoje.html

Absolut lança campanha com funcionários totalmente nus para mostrar processo de produção da vodka

Funcionários trabalhando nus? Na Absolut sim!
Mas calma, não é nenhum caso de anormalidade dentro da empresa, essa é a campanha global da Absolut que contou com 28 funcionários da marca como vieram ao mundo.

“A vodka que não esconde nada” é aquele filme institucional onde mostram os valores da empresa e promovem algum produto, a diferença é que os rapazes estão completamente nus para falar que o processo de produção é literalmente “transparente”. Desde a destilação de CO2 até a dedicação da marca à sustentabilidade.

 “Estamos muito orgulhosos da vodca de alta qualidade que fazemos aqui em Åhus e também da maneira como fazemos”, Anna Schreil, vice-presidente de operações da Absolut e um dos funcionários destacados do filme, comentou em um comunicado à imprensa.

“Controlamos cada passo do processo e fazemos isso com paixão e orgulho. Qualidade e sustentabilidade são palavras fundamentais para nós e adoramos contar a nossa história. Normalmente, quando as pessoas vêm nos ver, estamos com roupas. Mas a transparência sobre como fazemos as coisas ainda é a mesma coisa!”

 

fonte: http://www.hypeness.com.br/2018/02/a-vodka-que-nao-esconde-nada-absolute-tira-roupa-dos-funcionarios-em-propaganda/