Os mamíferos da Parmalat voltam em campanha icônica.

Sucesso de 1996, a campanha dos mamíferos da Parmalat marcou a história e ficou na memória de muita gente. O filme criado pela BETC/Havas foi feito para tirar as dúvidas do consumidor quanto ao processo de fabricação do leite e traz os embaixadores para protagonizar o lançamento de uma campanha digital, que vai ao ar esse mês.

“Nossos consumidores se lembram com muito carinho da campanha e da promoção dos Mamíferos, que teve grande alcance. Foram mais de 15 milhões de pelúcias, o que deu visibilidade à marca por todos os cantos do País e tornou-a referência na categoria”, conta Marina Mizumoto, gerente de marketing da Parmalat.

Em 2015 a marca, já sob gestão do Grupo Lactalis, voltou à mídia com campanha que envolvia mamíferos, resgatando a memória que os consumidores têm com a Parmalat.

A executiva da marca comenta que no dia do lançamento do filme, o assunto foi Top Trends Brasil no Twitter. “Vimos o potencial da retomada desses ícones e, pensando nisso, trouxemos de volta mais uma campanha com nossos mascotes”.

Ficha técnica da campanha
Cliente:
Parmalat
Título: Qualidade do Leite
Produto: Parmalat
Durações: 1×75” + 1×36”
CCO: Erh Ray
VP de criação: Marcelo Siqueira
ECD: Marcelo Torma
Diretor de Criação: Ricardo Dolla e Henri Honda
Criação: Ricardo Dolla, Henri Honda e Gustavo Lacerda
Marcas & Negócios: Natália Rocha, Fernanda Modena, Mariana Demarche, Guilherme Rollemberg, Carolina Mourão e Kimberley Araujo
Diretora de RTV: Mariane Goebel
Producer: Paula Buzzi
Produtora de Imagem: Sentimental Filme
Produtora de Som: Hitmaker Audio
Aprovação do Cliente: Marina Mizumoto e Daniel Assef

McDonald’s rompe patrocínio esportivo de 41 anos com COI

O Comitê Olímpico Internacional (COI) confirmou nesta sexta-feira (16), o rompimento do acordo de patrocínio com a mais famosa rede de fast-food do mundo. Com isso, acaba uma das parcerias mais longas do esporte global, já que o McDonald´s aliava a sua marca ao evento esportivo desde 1976. Segundo a nota do COI, “os termos financeiros da ruptura foram estipulados por ambas as partes e os detalhes são confidenciais”.

De acordo com informações do portal Exame, a brasileira Silvia Lagnado disse que a decisão foi tomada “como parte de um plano global” e após “reconsiderar todos os aspectos”. O COI ainda conta com 12 principais patrocinadores, que são Coca Cola, Atos, Dow, General Electric, P&G, Samsung e Visa, com acordos assinados até 2020, Bridgestone, Panasonic e Toyota até 2024, Alibaba até 2028 e Omega até 2032.

Hering aposta no diálogo com os solteiros neste Dia dos Namorados

Chegando o dia dos namorados e tudo é relacionado a casais, porém nem tudo é como se vê e tem muita gente solteira por aí. Para comunicar com os solteirões, a BETC/Havas adaptou o premiado curta-metragem “Los Gritones”. Na campanha, a agência apostou na temática do filme para falar de falar sutil com os que estão solteiros no período.

A Hering adquiriu os direitos do filme original para realizar a adaptação do roteiro, a qual é assinada pela agência em parceria com a produtora Associados, com direção de Carlos Manga Jr. A produção foi rodada em São Paulo e contou com casting brasileiro. Com 1 minuto de duração, o vídeo já pode ser visto nas plataformas digitais de Hering. A criação é de Rodolfo Barreto, Daniel Schiavon, Gustavo Lacerda, Guto Chicanelli e Margit Junginger, sob direção geral de Erh Ray. Confira:

 

Ficha Técnica

Direção Geral de Criação: Erh Ray
Direção Geral de Estratégia e Negócios: Gal Barradas
Direção de Estratégia e Gestão de Dados: Gonça Correa
Direção de Marcas e Negócios: Natália Rocha
Direção de Produção: Teteu Savioli
Direção de Canais e Engajamento: Carlinha Gagliardi
Direção de Criação e Conteúdo: Rodolfo Barreto
Head of Art: Daniel Schiavon
Criação e Conteúdo: Gustavo Lacerda, Guto Chicanelli, Rodolfo Barreto, Daniel Schiavon e Margit Junginger
Social: Barbara Puttini, Barbara Rufatto e Higor Franco
Marcas e Negócios: Natália Rocha, Mariana Demarche, Beatriz Pedrosa, Tathiana Luzetti, Elisa Graeff e Thais Fernandes
Produção/RTVC: Teteu Savioli e Leonardo Passos
Estratégia e Gestão de Dados: Renato Santolíquido, Diônatan Vargas e Livia Roncolato
Canais e Engajamento: Thiago Fernandes, Thiago Costa e Indira Moraes
Produtora de Imagem: Honey Bunny
Diretores: Vokos, Juliano Storchi e Carlos Manga Jr. (1a AD Marina Conde)
Diretor de Fotografia: Fernando Bertoluci
Aprovação cliente: Edson Amaro, Andrea Ribeiro, Rita Coelho, Marina Ricciardi e Cinthia Kuroda

Se você não vai ao McDonald’s, o McDonald’s vai até você

Sabe aquele ditado “Se Maomé não vai até a montanha, a montanha vai até Maomé”?! É isso que o McDonald’s fez, para comemorar o Dia Drive, na última quinta (25), a marca fez uma ação em parceria com a DPZ&T para inverter a ordem natural dos lanches e fazer com que o serviço chegasse até o cliente.
Para anunciar a data comemorativa da rede, um grande food-truck no formato restaurante rodou as ruas de São Paulo surpreendendo e distribuindo casquinhas de sorvete para os pedestres e motoristas que tinham a sorte de cruzar o seu caminho.

Confira abaixo o videocase da inusitada ação:

Como trabalhar o marketing no atual cenário político

Uma das máximas da indústria da publicidade ensinava que é bem mais difícil planejar, pensar e criar uma campanha quando um produto é ruim.

Os publicitários, profissionais de marketing e de relações públicas têm agora imensos desafios pela frente, a começar pela repercussão, hoje, imediata, sobretudo pela pujança das redes sociais. Também, no horizonte, surgem oportunidades singulares a esses profissionais.

Há um inconsciente coletivo no ar que propaga a chama de que, na política, todos são iguais. Se, na política, as suspeitas são colossais, o brasileiro assiste, atônito e impassível, a um Judiciário que deve inúmeras explicações à opinião pública. A principal dúvida: falta neutralidade/independência às decisões técnicas que emergem dos tribunais e do plenário do STF?

Nos anos 70, não havia o patrulhamento ideológico que se vê agora em relação ao refrigerante, ao cigarro, à bebida alcoólica, ao açúcar, à carne vermelha… O tal cigarrinho de chocolate era um sucesso e muitas crianças tomavam “refrescos coloridos” em embalagens plásticas que tinham o formato de armas.

Faltava a democracia, sobrava a repressão, os generais se sucediam no poder. Foi nos Estados Unidos – e não aqui – que se viu um presidente deixar o mandato por ter mentido e obstruído a Justiça.

Parece que somos parte de um mundo em que há patrulhamento e liberdade na mesma proporção, como se esses elementos duelassem continuamente. Tornamo-nos vigias de boas práticas que recomendamos aos outros – na terceira pessoa, é claro-, para que fiquemos fora delas, desobrigados (por nós mesmos) de cumprir o que prescrevemos… Éramos felizes e não sabíamos? Os dias eram assim?

A campanha eleitoral de 1989 talvez tenha sido o primeiro sopro para que a gente consiga olhar (já que compreender é bem difícil) para a divisão no Brasil de hoje. Mas parece um tanto quanto injusto atribuir toda essa penosa responsabilidade a ela.

Fernando Collor de Mello (eleito governador de Alagoas pelo PMDB, o mesmo PMDB que está aí no olho do furacão) surge pelo desconhecido e inexpressivo PRN prometendo o que a sigla assegurava: a reconstrução nacional. Collor falava de modernização, de colocar o País par e passo com o que havia de mais atual naquele mundo que se abria com a glasnost, a perestroika e a queda do Muro de Berlim. Collor queria dar um ippon na inflação, enfrentar a reserva de mercado que nos impingia atraso. Collor corria no entorno do Lago Paranoá, praticava judô, caratê, andava de Ferrari… Deu no que deu. Corrupção. Impeachment. Dor. Desilusão.

Vinte e cinco anos depois, e parece que existe alguma perversidade quando se diz que a história é cíclica, no duelo entre coxinhas e mortadelas, perdemos todos. Perdemos o humor, a capacidade de improviso, a versatilidade, perdemos as manhas e as artimanhas de tirar um coelho da cartola, uma carta da manga. Perdemos o bom senso. Perdemos a verve democrática de respeitar minimamente quem pensa diferente. Acentuamos a vitória de um olhar binário, de torcida organizada sobre os processos políticos que nos cercam. O vício e a virtude; o inferno são os outros.

Mais do que o marketing politico que humaniza, que faz o candidato subir num bode, comer buchada, abraçar criancinha na farmácia, no posto de saúde, na escola, na padaria, mais do que jogadas cênicas na cidade, do que transmissões ao vivo no Facebook, o desafio está posto: fazer com que o brasileiro acredite de novo. Acredite nele, na política, nos políticos, reveja a lógica de que é tudo igual. O desafio também está posto porque o ceticismo e a descrença preponderam, o que contraria a nossa lógica de povo.

Os profissionais de marketing terão de encontrar a fórmula “mágica”: como humanizar em meio à desilusão, como dar esperança para quem a perdeu, como fazer sonhar quem se vê em meio a um maremoto ou a um pesadelo, como fazer o brasileiro voltar a ser brasileiro ? E qual é a responsabilidade de cada um de nós no processo que nos levou a essa sensação de que a nação está à deriva?

Nos versos de Guimarães Rosa, “o correr da vida embrulha tudo./ A vida é assim: esquenta e esfria,/ aperta e daí afrouxa,/sossega e, depois, desinquieta. O que ela quer da gente é coragem.

Fazer campanha sem mostrar o produto ou serviço? O Pornhub faz.

Imagina uma campanha em que não pode mostrar o produto em nenhum meio. Complicado né? Não para o Pornhub. É dessa forma que as agências de comunicação e departamentos de marketing trabalham para o site adulto. E o motivo é obvio: é proibido veicular campanhas sexualmente explícitas nos principais meios. Dessa necessidade surgiu a ideia de inovar nas criações da marca nos últimos anos. O mais legal, eles aproveitaram a visualização para abordar temas delicados e de utilidade pública.

Confira cinco campanhas da Pornhub que souberam dar o recado de forma criativa.

 

Outro modo de comemorar o Natal

À primeira vista pode parecer improvável que uma marca do gênero crie filmes sentimentais. A produção abaixo tem potencial para divertir e emocionar ao contar a história de uma pequena cidade onde seus habitantes têm que passar o Natal sozinhos. A criação é da agência Officer & Gentleman de Madrid:

 

Tobogã gigante

Para anunciar o lançamento de uma linha de lubrificantes nos Estados Unidos, o site de conteúdo adulto montou um tobogã gigante em um lugar ermo da Califórnia e juntou estrelas da indústria pornô para escorrer utilizando o produto em seus corpos.

 

Para salvar pandas

É bizarro, mas gerou muita mídia espontânea. Quase todo mundo sabe algo sobre as dificuldades que os pandas têm em se reproduzir. O Pornhub resolveu ajudar da seguinte maneira: a cada vídeo recebido com pessoas transando vestidas de panda, 100 dólares eram doados para uma ONG que trabalha com a causa.

 

Campanha de prevenção

Em parceria com a McCann Lima, o site adulto lançou a campanha “Watch porn, save your life”. O objetivo foi alertar o público sobre a importância do autoexame para identificar um possível câncer testicular o mais rápido possível. Um filme feito por uma famosa atriz pornô foi postado no site com o sugestivo título: “Charlotte Stokely te ensina a durar mais”. O nome incorpora a ideia central: uma atriz pornô que ensina os homens a durarem mais… Na vida.

 

Ajudando o planeta

O Pornhub desenvolveu uma pulseira que prometia ajudar o planeta obtendo energia através de uma atividade bem comum aos visitantes do portal: a masturbação. O “gadget” obtém energia quando é movimentado para cima e para baixo. Quando o nível de carga está alto, ela pode ser acoplada a diferentes dispositivos e carregá-los via USB. Segundo o vídeo de lançamento, o produto permite ao usuário amar o planeta “amando a si mesmo”.

“Tem Amor de Mãe” é a nova campanha da Sazón para o Dia das Mães

Dia das mãe é tudo de bom, e o clima que a data traz é melhor ainda. A Sazón, que prega carinho e amor desde sempre soube muito bem usar a data para a nova campanha. Com a ajuda dos consumidores, a marca criou a #TemAmorDeMãe para formar a maior corrente de amor. A agência Cappucino em parceria com a Farol Filmes preparou um filme emocionante que pode ser conferido no website.

Para participar é fácil: basta gravar um vídeo-depoimento, fazer o cadastro e inserir o vídeo no hotsite. Quem quiser também pode compartilhar os vídeos nas redes sociais. Os depoimentos podem ser enviados até 14 de maio. No fim do mês, será divulgado um vídeo especial na fanpage da marca com os melhores momentos da campanha.

Para Anna Rocha, gerente da marca Sazón, a ação quer estimular filhos a devolverem todo o amor dado por suas mães em atitudes cotidianas, como cozinhar: “Queremos incentivar as pessoas a retribuírem todo o amor e carinho que as mães nos dão e que muitas vezes estão refletidos no preparo de uma refeição saborosa”. E completa: “A ação reforça a nova assinatura “Quando tem Sazón, tem amor” e é uma oportunidade de convidar os consumidores a participarem das ações da marca”, conclui.