Conheça Nappy, um banco de imagens grátis só com negros.

Segundo o IBGE, negros e pardos representarem mais da metade da população do Brasil. Apesar desse fato, o padrão de beleza da nossa sociedade ainda é composto em sua maioria por pessoas brancas.

Mesmo com toda conversa sobre inclusão que temos nos dias de hoje, ainda é difícil encontrar um equilíbrio na publicidade e nas mídias em geral. Esse é um problema não só brasileiro, mas também mundial.

kasuma-nappy-5687

Se você entrar em um banco de imagens e pesquisar qualquer palavra chave do cotidiano, a maioria das imagens que irão aparecer nos resultados serão compostas por pessoas brancas. Isso só agrava o problema, pois faz parecer que não há opções para representar o povo.

Pensando em como “diminuir” o problema e aumentar a representatividade, a agência SHADE, que gerencia influencers e criadores de conteúdo negros, criou o Nappy; Um banco de imagens gratuíto que possui imagens em alta resolução de negros nas mais variadas situações.

dazzle_jam-nappy-5543

Essa é a explicação que pode ser encontrada no site:

“Eu amo o Unsplash, Pexels, e Shot Stath, mas uma das coisas que eu percebi é que o conteúdo de todos eles poderia ter um pouco mais de diversidade. Como uma agência voltada criadores negros e pardos, nós buscamos representação cultural no trabalho que fazemos. E por causa disso, nós nem sempre achamos nesses sites as fotos que precisamos.
[…]
Por isso lançamos o Nappy; para proporcionar lindas fotos de alta qualidade de pessoas negras e pardas para startups, marcas, agencias e todos os outros.”

Acesse www.nappy.co.

Fontes: Adnews e Hypeness

Anúncios

Princípios da Gestalt aplicados ao Design.

Gestalt é uma palavra de origem germânica que significa “forma” ou “figura”. Também conhecida como Psicologia de Gestalt, faz parte do estudo da percepção humana, onde acredita-se na compreensão da totalidade para que então seja possível compreender as partes.

Os Princípios de Gestalt são mais famosos pelas ilusões de ótica que todos conhecem, mas as implicações dessa ciência vão muito além. Esses princípios tem o poder de manipular a percepção visual e podem ser uma ferramenta poderosa para os designers.

  1. Semelhança

Elementos similares, seja em cor ou forma, fazem com que o observador pense que possuem o mesmo uso. Dentro do Web Design, este princípio facilita o uso de plataformas, dispensando muitas explicações sobre a funcionalidade de cada elemento do ambiente digital.

Continuar lendo “Princípios da Gestalt aplicados ao Design.”

A tendência de 2018: Design Motion

Todo ano é a mesma coisa, novas tendências, cores, texturas, personagens e por aí vai. Antes tarde do que nunca resolvemos trazer uma coleção de novas referências pra te ajudar na hora da criação.

O estúdio americano Binder compilou sete técnicas que estão em alta na área do design motion, o vídeo com pouco mais de dois minutos mostra a diversidade de 2018 que promete muita cor, negrito, transições transparentes e tipografia cinética usando exemplos de marcas, estúdios e artistas que estão bombando nesse ano que mal começou e já consideramos pakas!

Dá um confere aê!

 

fonte: http://adnews.com.br/midia/7-tendencias-de-design-motion-para-se-inspirar-neste-2018.html

Autobiografia de Olivetto contará com participação de Sebastião Salgado

O grande publicitário Washington Olivetto vai lançar sua biografia, informação cedida pela assessoria de imprensa do fotógrafo renomado Sebastião Salgado e tem data prevista para o próximo ano. Sebastião, novo membro da Academia de Belas Artes da França é quem fará a foto de capa do livro.

O criativo Olivetto está morando em Londres e esteve em Paris semana passada para o clique, sobre a foto da capa, Washington comentou: “ainda não vi, mas já gostei.”

Direto de Washington” será lançado pela Estação Brasil/Sextante.

 

Fonte: http://adnews.com.br/midia/washington-olivetto-vai-lancar-autobiografia-em-2018.html

Nova ferramenta promete remover o fundo das imagens em poucos cliques

Se você trabalha com edição de imagens e sofre toda vez que precisa tirar o fundo de alguma determinada foto, seus problemas acabaram! Bom, pelo menos é o que o PhotoScissors promete, o software permite que você remova o fundo com apenas alguns passos. Uma boa saída para quem precisa otimizar o tempo quando está atolado de job.

 

De acordo com os criadores, a ferramenta é capaz de remover os fundos utilizando um algoritmo sem que você precise ter algum conhecimento ou experiência em edição de imagens.

Em vez de usar o laço ou a varinha mágica, o novo programa permite que você selecione as áreas que deseja manter ou remover sem muito esforço

Na prática alguns objetos possuem uma certa transparência, então o algoritmo foi ajustado para também reconhecer esses detalhes e manter as texturas e transparência das imagens, mesmo após a remoção total do background.

A ferramenta está disponível para download em duas versões, uma gratuita e uma paga, a versão gratuita possui um período de teste e após um período é necessário ativa-lá, porém o valor do software não é da exorbitante custa apenas $19,99 (aproximadamente R$65,00) e ele está disponível para download para Windows ou Mac.

 

Fonte:https://www.publicitarioscriativos.com/ferramenta-promete-remover-o-fundo-das-imagens-em-segundos/

Uma agência digital no coração da Baixada Fluminense que fez os pequenos empreendedores serem notados

Conheça a galera que teve uma ideia genial para a era digital e aproveite para se inspirar no exemplo de quem teve uma infinidade de dificuldades mas mesmo assim encontraram espaço para inovar com criatividade.

 

Petter Oliveira

Nordestino criado a cidade maravilhosa, passou a adolescência na sua cidade natal e voltou ao Rio após os 18 anos para conciliar o jornalismo com o rap. Ele fez de tudo um pouco, largou a escola, lavou pratos, vendeu bala no sinal, trabalhou em oficina cultural, fez shows de rap, virou jornalista, gravou vinheta para a Globo, passou para universidade federal, largou a faculdade de produção cultural, virou repórter da Globo, virou pesquisador de programa de palco da Globo, largou o rap, virou nerd das métricas de social media e, por fim, pensou em um negócio que para alguns, era loucura total.

 
Cristiane Oliveira

Negra, de família pobre, passou a infância de casa em casa de parentes, foi mãe aos 14, teve três filhos, já foi ambulante, vendedora de banco, empreendedora nata, dona de bar, virou produtora cultural, professora do projovem urbano, entrou para faculdade de pedagogia, saiu da faculdade de pedagogia, entrou pra faculdade de produção cultural no IFRJ, saiu da faculdade de produção cultural, abriu um louco negócio de social media com o marido e tornou-se a criativa mais “sagaz” do photoshop.

 

De onde veio a ideia para começar?

A ideia do #TudoNosso nasceu em 2011 mas era bem diferente do que se tornou. Tratava-se de criar uma rede para unir as prestadoras de serviço da Baixada, estávamos trabalhando em outras coisas e a #TudoNossoProduções era uma proposta ainda imatura pra gente, queríamos fazer circular a coisa do “fazer cultural” e valorizar mão de obra técnica e artistas locais.

Logo depois percebemos que o projeto não se sustentaria por si só como negócio, tínhamos que amadurecer essa ideia. Nos demos conta de que o técnico de som, o iluminador, o músico, a atriz, entre outros agentes, seriam beneficiados, mas os demais agentes econômicos do entorno, não. E o tio da pipoca na entrada do teatro? E a tia do crepe que colocava sua barraca no dia do show? E o curso de idiomas que apoiava o evento? Todos estes ficariam de fora. Vimos que tinha uma galera boa que tinha que ser notada para a partir disso, gerar mais emprego e girar a receita dentro da própria baixada.

Eu ainda estava na TV Globo quando os anúncios nas redes sociais começaram a me chamar a atenção, comecei a pesquisar sobre o assunto e virou pauta para as nossas conversas. Comecei a estudar e a “destravar” cada etapa de conhecimento como quem passe de fase em um videogame. A Cris me achava louco, mas apoiava cada surto e continuava ao meu lado.

Aí a “Agência #TudoNosso” nasceu!

Do desejo de ver os pequenos empreendedores serem vistos dentro e fora da sua região; fortalecer a economia do bairro, da cidade, da periferia. Aquela vontade de ver o moço do churrasquinho crescer!

Largamos nossos empregos e decidimos abrir esse escritório de comunicação em Morro Agudo, nossa “quebrada” em Nova Iguaçu. Imagine uma agência digital inventada (digo inventada porque a gente não tinha a menor ideia do que estava aprontando). Uma agência de comunicação pensada para outros micro e pequenos empreendedores populares.

A lógica era e sempre será simples: as grandes marcas e seus grandes budgets  sempre tiveram uma agência digital (quando não full) para recorrer e “fazer a sua marca acontecer”. E os micros? E os pequenos? E a pizzaria do bairro que emprega várias pessoas e precisa expandir os seus negócios através do marketing?

Crescendo aos poucos

Inicialmente erramos muito na precificação do serviço para os empreendedores. Éramos movidos somente por paixão e por isso desprezamos os custos de operação do negócios. Hoje, continuamos movidos por paixão, mas aprimoramos nossa estratégia comercial.

As maiores dificuldades foram: provar para os micro e pequenos empreendedores que valia a pena investir em mídias socais, que isso traria ótimos resultados para os seus negócios (imagine convencer, em 2014, o comerciante popular a investir R$2 no Faceook?); A inadimplência era muito recorrente, mesmo com clientes cujas receitas cresciam depois dos nossos serviços. Estudamos mais um pouco, melhoramos nosso contrato e otimizamos o processo de venda para assinar apenas com o cliente “mais certo”.

Seguimos trabalhando, ajudando a melhorar os pequenos negócios, ganhando reconhecimento e conquistando clientes em outras cidades, estados e até fora do país. Conquistamos nosso primeiro cliente no Chile, tivemos nosso trabalho reconhecido pelo  Facebook Brasil e nos tornamos membros do Facebook SMB Cliente Council Brasil. Recentemente começamos a mirar em empresas de pequeno/médio porte e crescemos mais de 100% no último ano.

Hoje, mais de 200 famílias dependem diretamente dos negócios dos nossos clientes. A maioria esmagadora não possui um departamento de marketing ou outras ações de publicidade e propaganda e apoia o reconhecimento da marca 100% em nosso trabalho. A responsabilidade pesa, por isso, não somente o nosso negócio cresceu. Também precisamos passar por transformações. Nos tornamos mais maduros, capacitados, seguros e preparados para escalar o atendimento com muita responsabilidade. Esperamos nos transformar na principal referência em consultoria e gestão de redes sociais para pequenos negócios e empreendedores de todo o Brasil.

Cases

1 – Viaja Brasil Turismo Chileno. Tem uma matéria de sucesso case muito legal no blog do próprio Facebook sobre este case. Aqui:  https://www.facebook.com/business/news/turism-brazil-roi

2 – D & D Choperia e Pizzaria.  Trata-se de um negócio local da periferia  de Nova Iguaçu. Há quase 2 anos com a gente, a “casa” atribui à #TudoNosso um crescimento de 30% nos 3 primeiros meses de trabalho. Recentemente, a campanha do seu rodízio de pizzas trouxe um maravilhoso resultado e lotou o estabelecimento de novos clientes durante as terças-feiras de julho, agosto e setembro de 2017.

Desafios

Apesar do crescimento, da contratação de pessoas, da mudança do escritório para um local maior, escalar o serviço ainda é uma demanda pesada, já que ainda somos uma agência com foco em garantir acesso democrático a um trabalho especializado em social media. Mesmo com a atualização da nossa taxa, o cliente mais antigo paga valores que são apenas 1/3 do que o cliente mais novo paga, deixando o ticket médio ainda um pouco baixo. No entanto, é uma  situação que está sendo resolvida a cada novo cliente. Não achamos justo reajustar 300% na taxa de um cliente que acreditou me nosso trabalho quando ninguém acreditava somente para faturar mais. Mas quem entra, precisa pagar um pouco mais.

Além do trabalho de gestão, recentemente mantivemos focos e esforços nas consultorias de gestão de Facebook Ads, o nosso melhor produto, no momento. Além disso, aproveitamos o reconhecimento adquirido e investimos em workshops e treinamentos com baixo investimento para empreendedores, estudantes e profissionais da área. Já capacitamos mais de 780 pessoas e ajudamos a crescer os negócios de 57 empresas aqui no Brasil, Chile e Argentina. Empregamos talentos da própria região e, sim, queremos continuar a crescer até nos tornarmos a maior referência em consultoria e gestão de social media para micro e pequenos negócios do Brasil.

O que os mantém motivados

Poder garantir um espaço de disputa real a quem sempre foi negligenciado pelo tradicional modelo de negócios de agências de publicidade/marketing; ver o crescimento sócio econômico do nosso território; expor a potência inovadora de negócios criados a partir das periferias brasileiras; as 200 famílias que dependem indiretamente do sucesso de nossas estratégias…

 

Fonte: http://www.proxxima.com.br/home/proxxima/blog-do-pyr/2017/10/03/agencia-digital-de-nova-iguacu-transforma-negocios-em-inclusao-social.html

Sérgio Mallandro em campanha do Serasa para alertar sobre fraudes em CPF

Imagina você descobrir que seu nome está sujo e ainda por cima por fraude. Tenso, né?! A partir dessa situação que infelizmente é bastante comum atualmente, a Serasa do Consumidor criou a campanha para divulgar o Serasa Antifraude, o serviço de monitoramento de CPF da empresa. Para estrelar a campanha, Sérgio Mallandro, Felipe Torres e Adriano Silva foram convidados para representar o desespero que é descobrir a fraude. O vídeo foi inspirado em filmes policiais onde os cantores do grupo Hermes e Renato interpretaram detetives indo atrás de um cidadão para cobrar suas multas. Confira o primeiro vídeo da campanha:

A campanha é composta por mais dois vídeos e durante três meses serão veiculados nos canais Globo, Band, Globosat e Discovery, além de spots de rádio e anúncio em pontos de ônibus. O segundo filme vai ao ar dia 23 de outubro.

 

Fonte: http://www.meioemensagem.com.br/home/ultimas-noticias/2017/09/25/sergio-malandro-estreia-campanha-do-serasa-consumidor.html