Publicidade e a inteligência artificial

Atualmente, com a evolução e crescimento tecnológico e a velocidade com que as coisas estão acontecendo a nível mundial, a constante necessidade de se reinventar é um desafio real enfrentado pelas marcas. Sendo assim, algumas empresas estão testando o uso da inteligência artificial em tarefas isoladas, como por exemplo, recomendações e compra de anúncios.

Com isso, a utilização da inteligência artificial significa “abrir mão do controle e confiar na tecnologia para realizar tarefas que antes eram dadas a tecnologias complexas e times”.

Entretanto, antes de tal decisão é importante ter conhecimento de como funciona a inteligência artificial.  Existem, portanto, alguns “passos para converter o pensamento humano em algoritmos, e esses algoritmos em programas de marketing digital que funcionam de maneira autônoma, do começo ao fim”.

  • Entender porque as coisas são feitas da forma como são feitas

Para programar a IA é necessário pensar em tudo o que precisará ser realizado, de modo que a mesma saiba o que fazer, quando e como.

As decisões que envolvem a execução de programas de marketing ocorrem, em geral, de forma inconsciente. Sendo assim, converter esses processos em algoritmos “requer o entendimento do por que cada decisão foi tomada” como, por exemplo: Porque você optou por essa palavra e não aquela? Como você decide qual a melhor cor a ser usada?

  • Ensinar tecnologia a entender informações abstratas

A inteligência artificial tem como principal característica a capacidade de processar dados e transformá-los em ações, contudo, é importante saber como a tecnologia se comportará diante de decisões que utilizam conhecimentos mais abstratos como a criatividade.

A máquina, neste caso, precisará ser programada de modo que seja capaz de processar as informações e julgar a melhor abordagem. No caso da publicidade, saber quando e quais imagens e textos devem ser usados em cada momento específico.

  • Programar todas as possibilidades de situações e consequências antes de qualquer ação

Tratando-se de campanha, existem inúmeras variáveis e combinações possíveis que podem influenciar no resultado final.

Sendo assim, a IA deverá estar habilitada de maneira que após a análise de todas as combinações, possa decidir qual a melhor escolha em relação a todas as opções, levando em conta variáveis como comportamento, região geográfica, público, meio de comunicação etc.

  • Fazer a construção individual funcionar em um programa integrado

Um dos grandes desafios do marketing digital é que as diferentes plataformas são gerenciadas por pessoas e tecnologias diferentes. Ou seja, cada um possui um tipo específico de abordagem. Com isso, não é possível ter o mesmo alcance e eficiência utilizando configurações de um programa nos demais canais.

Para que a máquina consiga fazer isso, será necessário haver um entendimento da interação de todos os esses sistemas, “além da habilidade de criar um todo que seja melhor que suas partes individuais”.

  • Introduzir checagem e balanços para que a inteligência artificial não trapaceie

“Não deixar que a IA trapaceie pode ser uma das maiores preocupações das empresas. Então, é necessário que sejam introduzidas regras que previnam ela de tomar decisões que passem por cima dos propósitos das pessoas ou empresa que está servindo”.

Por fim, tudo isso deve ocorrer sem que haja interferência de publicitários.

 

Fonte:Meio&Mensagem

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s